25 de fev de 2010

VER PARA CRER OU CRER PARA VER?


JOSE AMAURI CLEMENTE

2010

Céticos afirmam ser necessário ver para crer, no entanto há muitas coisas que cremos sem nunca termos visto. Acredito que você existe, por isso esse texto foi escrito, seu cérebro existe embora nunca o tenha visto. Posso afirmar categoricamente que seu coração está bombeando o sangue para que suas funções funcionem normalmente.

Estaria correto se afirmasse que seu pulmão passou a existir depois que alguém o viu pela primeira vez? Poderia afirmar que a música não existe pelo fato de apenas ouvir e sentir seus efeitos?

O fato de não ver, não faz algo deixar de existir, não o torna uma lenda, a menos que seus efeitos não tenham sido comprovados.

Acredito na fé, por isso sei que ela existe, através dela posso ver os efeitos da existência de Deus.

Ao contrário da razão que prega o ver para crer, a fé ensina crer para ver.

Creio na existência de DEUS, pela fé e pela razão. A perfeição do menor átomo, os traços da maior estrela levam-me a crer que algo tão perfeito não pode ter surgido do acaso.

Um comentário: