25 de fev de 2010

ALIENADOS


JOSE AMAURI CLEMENTE
2010
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS


Psicólogos descobrem nova doença que ataca os que se dizem intelectuais. A Alienação. Segundo o Instituto Brasileiro de Cidadãos Informados, a doença atinge mais de 150 milhões de brasileiros e mais de 9 décimos da população mundial.

Segue abaixo alguns dos mais de 500 sintomas desta doença:

1. Acreditar que tudo que se mostra na globo deve ser assistido;
2. Perder tempo assistindo novelas, enquanto deveria estar lendo algo útil;
3. Acreditar em horóscopo;
4. Gastar 90% do salário em roupa de marca;
5. Achar que Coca-Cola é refrigerante;
6. Dar dinheiro em nome de Deus para sustentar luxo de padres e pastores;
7. Pagar 500 reais ou mais para casar na igreja;
8. Acreditar que Darwin tinha razão;
9. Acreditar que globalização é coisa séria;
10. Levar a sério a falácia de que o universo surgiu do acaso;
11. Fazer campanha para políticos;
12. Acreditar que o advogado está do nosso lado;
13. Comprar cigarros;
14. Acreditar que a polícia pode acabar com o tráfico de drogas;
15. Acreditar que dinheiro escondido na cueca e na meia dá cadeia;
16. Acreditar que governador corrupto pode ser preso;
17. Não copiar DVD por achar que está roubando;
18. Gastar 80% do salário na compra de um novo celular;
19. Usar cartão de crédito quando pode comprar à vista;
20. Comprar um vestido apenas por que foi mostrado na novela das oito;
21. Brigar pelo time;
22. Passar a noite no bar com raiva da mulher;
23. Assistir BigBrodher;
24. Comer de tudo que se mostra em propagandas;
25. Perder tempo na internet vendo mulher pelada;
26. Achar que o Photoshop não faz milagres;
27. Acreditar em todas as publicações da medicina;
28. Não dar de mamar para não cair os seios;
29. Deixar a mulher na intenção de encontrar a modelo ideal;
30. Acreditar que o jornal nacional mostra toda a verdade;
31. Perder tempo no Orkut;
32. Acreditar que mulher não gosta de dinheiro;
33. Acreditar que o namorado está falando a verdade;
34. Acreditar que a record cresceu com recursos próprios;
35. Isolar-se do mundo achando que tudo é alienação.

Já estão disponíveis no mercado medicamentos para tratar esta enfermidade:
- Leia bons livros;
- Critique quando necessário;
- Aponte novas idéias;
- Pesquise várias fontes.
- Ande com os pés no chão;
- Respire com seu próprio ar.

Ao persistirem os sintomas uma boa universidade deve ser consultada.

VER PARA CRER OU CRER PARA VER?


JOSE AMAURI CLEMENTE

2010

Céticos afirmam ser necessário ver para crer, no entanto há muitas coisas que cremos sem nunca termos visto. Acredito que você existe, por isso esse texto foi escrito, seu cérebro existe embora nunca o tenha visto. Posso afirmar categoricamente que seu coração está bombeando o sangue para que suas funções funcionem normalmente.

Estaria correto se afirmasse que seu pulmão passou a existir depois que alguém o viu pela primeira vez? Poderia afirmar que a música não existe pelo fato de apenas ouvir e sentir seus efeitos?

O fato de não ver, não faz algo deixar de existir, não o torna uma lenda, a menos que seus efeitos não tenham sido comprovados.

Acredito na fé, por isso sei que ela existe, através dela posso ver os efeitos da existência de Deus.

Ao contrário da razão que prega o ver para crer, a fé ensina crer para ver.

Creio na existência de DEUS, pela fé e pela razão. A perfeição do menor átomo, os traços da maior estrela levam-me a crer que algo tão perfeito não pode ter surgido do acaso.

VAI ENCARAR?



JOSE AMAURI CLEMENTE
DIREITOS RESERVADOS

Se eu disser que vou eu chego
Custe o que vier custar
Seja alto, branco ou "nego"
fale quem quiser falar
Não gosto de reclamar
aquilo que digo faço
Não gosto de embaraço
Quem quer vai e nunca manda
Comigo ou a coisa anda
Ou racha em trinta pedaço.

Cabra que compra e não paga
Para mim não tem valor
Seja ele pobre ou doutor
Pra mim isto é uma praga
Este pra mim se apaga
É o pior do fracasso
O que fizer eu desfaço
Eu chego, ele se demanda
Comigo ou a coisa anda
Ou racha em trinta pedaço.

A mulher não manda em mim
Digo e bato no peito
Se achar bom é assim
Se não gostou não tem jeito
O que eu fizer está feito
Eu não fujo e nem disfarço
Mesmo que vire estilhaço
Brincou eu arranco a banda
Comigo ou a coisa anda
Ou racha em trinta pedaço.

Homem chorou, é menino
Não diga que me conhece
É assim o meu destino
Pra mim só tem quem merece
O que for mais forte cresce
Meu destino é feito em traço
Tem vida que é um bagaço
Quando não cresce desanda
Comigo ou a coisa anda
Ou racha em trinta pedaço.

Se tiver errado eu digo
Peço perdão se errei
Sou e serei sempre amigo
Pois meu futuro não sei
Até a morte assim serei
Pra mim o mais forte é aço
Não recebo de pedaço
Nem gosto de andar de banda
Comigo ou a coisa anda
Ou racha em trinta pedaço.

Julgar como esse se díz
Otário ele deve ser
Se acha que é feliz
Espere e logo vai ver
Antes mesmo de morrer
Muito terá embaraço
Ao fim irá sem abraço
Uma vida com demanda
Ruim assim ninguém anda
Irá rachar em pedaço.



JOSÉ AMAURI CLEMENTE
SETEMBRO DE 2004

GAROTO DE RUA


Autor: JOSE AMAURI CLEMENTE

2005

Todos os direitos reservados


Garoto de rua

Não és tão ruim

Nem foi o destino

Que te fez assim

Se é que ele existe

Ou nós que o fazemos

E assim crescemos

Vivendo esta vida

Passando esta lida

Sofrida e ruim.


Os muitos cigarros

Que te oferecem

No vicio maldito

Que muitos perecem

Tu não procurasses

Mais alguém te deu

hoje já morreu

Sem ter lucro em nada

Hô gente malvada!

Que a ti convenceu


Onde está a mãe

Que tu não conheces?

Onde está alguém

Pra te ensinar preces?

Por isso pereces

Sem ser culpa sua

Vivendo na rua

Em busca de pão.

Dormindo no chão

Isso não mereces.


O papel colchão

Tão fino e gelado

O jornal lençol

Às vezes molhado

O frio passado

Tudo isso é dor

Não tens cobertor

Pra te aquentar

Só em reclamar

Tens toda razão

Pois a solução

Ninguém vem te dar.


Se fosses, menino.

Mais valorizado

Se te oferecesse

Muito mais cuidado

Não fosses mostrado

Só como ladrão

Se te dessem o pão

Ensinando trabalho

Não serias falho

Como hoje ver

E ias crescer

Como um forte galho.


Se a renda fosse

Bem distribuída

Não tinhas menino

Essa dura lida

A vida sofrida

Que agora tens

E muitos reféns

Que chegas a fazer

Não iam sofrer

Se vendo em tua mão

Pois terias pão

Pra dar e vender.


Jogo perigoso,

Olhar causa dó

Sempre passa a vida

Esperando o pior

Age sempre só

Menino de rua

Agindo na sua

Uma dor lhe vem

Riqueza não tem

Infeliz será

E se reclamar

Não chega ninguém

Autor:

José Amauri Clemente

Janeiro de 2005

24 de fev de 2010

A MENTIRA QUE VIROU VERDADE.


AUTOR: JOSÉ AMAURI CLEMENTE
2010 - Direitos reservados






Se você acredita que o universo surgiu de uma explosão, não vai ser difícil acreditar nessa historia.

Imagine você, que eu estava uma tarde de verão sem ter muito o que fazer, quando de repente, sem que eu soubesse de onde, caiu aos meus pés um objeto pastoso. Sem saber do que se tratava, nem tão pouco de onde vinha, a tal gosma, começou a endurecer e aos poucos foi se tornando um recipiente de aproximadamente 200ml. Aquilo era incrível! do nada, sem que eu soubesse como, um líquido incolor começou a jorrar do fundo do recipiente, parece mentira, mas ao atingir 70ml certinho, parou de jorrar. Continuei olhando e percebi que aquele líquido estava ficando escuro, era inexplicável, parecia mentira ou coisa de ficção, pensei até está sonhando.
Meses depois observei que no recipiente havia tinta preta.
Estando eu no mesmo lugar, outro objeto pastoso caiu ao meu lado, dessa vez era uma pasta branca, e imagine só, isso foi tomando forma e virou uma folha de papel. Foi aí que me veio a idéia de utilizar tudo aquilo que havia encontrado por acaso, já que eu havia surgido do acaso tambem.
Do nada, consegui criar uma bexiga, coloquei toda aquela tinta dentro dela junto com papel e comecei soprar. Soprei, soprei, soprei.... até que de repente... Pum! Ouve uma explosão. Vocês não vão acreditar, mas foi aquela explosão que deu origem a este texto, com todos os pontos e virgula em seu devido lugar.
Não acredita? Darwin acreditaria.

UM VADIO NO LUGAR ERRADO.


JOSE AMAURI CLEMENTE

2010

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS







UM VADIO COMPROU PASSAGEM E PEGOU AVIÕES DO FORRÓ PENSANDO EM FAZER NEGOCIOS MAGNFICOS, AO ENTRAR, A AEROMOÇA, COM FALA MANSA E CARA DE GATINHA MANHOSA, OLHOU PARA O MALA SEM ALÇA E PERGUNTOU: POR QUE NÃO FOI COM OS CAVALEIROS DO FORRÓ? A RESPOSTA FOI IMEDIATA: ANDEI MUITO TEMPO DE BONDE DO FORRÓ, CANSEI DE VER TANTA MOLECA SEM VERGONHA COM SAIA RODADA DANDO EM CIMA DE SOLTEIRÕES DO FORRÓ E DEIXANDO A CALCINHA PRETA NO ARRASTA PÉ. PREFIRO ANDAR NO COLO DE MENINA, POR ISSO ARROCHE O NÓ E ME DÊ UM CHÁ DE CALIPSO, POIS DE HOJE EM DIANTE SEREI SEU ANJO AZUL. TENS ALGUMA COISA PRA COMER?

- APENAS LIMÃO COM MEL E MASTRUZ COM LEITE. ACEITAS?

IRRITADO O MALANDRO DESCE RESMUNGANDO:

- NÃO! VOU DE CAVALO DE PAU TOMANDO CHÁ DE HORTELÃ.


Obs. Os nomes das bandas foram colhidos na internet.

PAI CORUJA















ME PÔE NO CHÃO COMPANHEIRO, EU JÁ SEI ANDAR SOZINHO.

MONTÁGEM:
José Amauri Clemente

O SEQUESTRO

JOSE AMAURI CLEMENTE
Todos os direitos reservados
Fevereiro 2010


Com mãos tremulas e agitadas o pai corre ao telefone após ouvir o toque a horas esperado.
- Alô!
Uma voz autoritária exige algo praticamente impossível em troca do filho mais novo que a três dias está em poder dos seqüestradores:
- Queremos seu filho mais velho em troca do que está em nosso poder. Tens 24 horas para nos mandar o outro ou o mataremos.
Sem prolongar o diálogo o telefone é desligado.
O desespero aumenta ao dar a noticia para os aflitos que esperam ao lado do telefone.
- Mais isso é impossível!
- Foi o que exigiram. Temos que escolher, ou entregamos o nosso filho mais velho ou eles matarão o mais novo.
Sem pensar duas vezes o filho mais velho resolve se entregar pelo irmão. Retornada a ligação o acordo é feito. Em um jardim próximo dali o filho mais velho seria entregue para salvar o mais novo.
Aquela foi a noite mais longa de todos os tempos. Ao amanhecer, um corpo é jogado em frente a morada da família, é o filho mais velho que foi torturado durante toda a noite e entregue para ser sepultado.
- Onde está o filho mais novo? Por que ele não chegou? Será que o mataram também?
As interrogações são interrompidas pelo toque do telefone.
- Olha, teu filho mais novo tem direito a vida, pois o que queríamos já conseguimos, pode vir buscá-lo.
Mais que depressa o pai se prepara para ir buscar o filho salvo pela morte do irmão. Quão grande foi a surpresa ao chegar ao local. Encontra o filho mais novo se divertindo junto com os seqüestradores. O sorriso nos lábios é visível, pouca importância dar ao ver o pai abrir os braços em direção ao filho.
- Tão cedo pai! Preciso me divertir mais um pouco.
- Filho, eu vim te buscar. Teu irmão deu a vida para que você fosse livre.
- Eu sei pai, mas prefiro ficar mais um pouco. Estas pessoas não são tão ruins quanto você pensa, eles são meus amigos, olha que festa eles preparam para mim.
O pai permanece de braços abertos esperando ver o filho correr em sua direção para pelo menos aliviar a dor da perca do filho mais velho.
- Sinto muito pai. Eu prefiro ficar com os seqüestradores.

MORAL.
Um dia este mundo foi seqüestrado pelo mal, a única pessoa que poderia nos salvar era JESUS. Nosso irmão mais velho se dispôs a morrer pelos nossos pecados, no entanto preferimos ficar com o seqüestrador que oferece tão pouca coisa comparada ao amor do FILHO MAIS VELHO.

O PAÍS QUE PRECISO


JOSE AMAURI CLEMENTE

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
2004

Um país com mais de quinhentos anos

Com a riqueza de mistura de raça

Com pessoas que vivem achando graça

Dos que vivem aí nos desenganos

Entra dia sai dia e entram anos

Sem ninguém querer isso melhorar

Vão em busca de verba pra gastar

E a nação cada vez fica mais lisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Tem governo viajando demais

Deputado que ganha muito alto

Querem que o país dê logo um salto

Pra que assim não fiquemos para trás

Querem industria pra refinarem gás

Pra que a outras nações possam mostrar

Não planejam quanto podem gastar

Quanto mais quer subir, é que desliza.

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Não investem em nossas faculdades

Botam filho pra estudar lá fora

Falam muito, mas pra agir demora

E esquecem as favelas da cidade

Dizem que o cidadão tem liberdade

Mas só sabem o pobre explorar

Quando chega um pobre a se formar

Nunca pode comprar uma camisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Meu país tem as melhores florestas

Que enfeitam qualquer visitação

A Amazônia da terra é o pulmão

Nunca vimos belezas feitos estas

São belíssimas também as nossas festas

Vem turista aqui prestigiar

Não preciso lá fora ir buscar

Só preciso valorizar a brisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Meu país é um grande exportador

De café de laranja e de cacau

Pode até exportar o bacalhau

Sei que a isso eu posso dar valor

Tem a força do grande agricultor

Que é quem planta pra nos alimentar

Tem minério se você precisar

Desde o centro até cada divisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Tem país de olho no que nós temos

E pensamos que querem ajudar

É preciso pra isso acordar

Com certeza é por isso que sofremos

Veja a situação em que vivemos

Temos muito e vivemos a precisar

Quando vem um alguém nos visitar

Fala bem mais depois desmoraliza

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


As mulheres daqui são mais bonitas

Mesmo quando estão sem maquiagem

Digo isso e sei que não é bobagem

E São muitos visados os artistas

Desde do agricultor aos estilistas

Aos jovens que pode aqui criar

Tem artistas que sabem desenhar

Quadros melhores que a Monalisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


É também o país do futebol

Nesse esporte é o único que o penta

Seja qual for o time ele enfrenta

Seja em lua de noite ou com o sol

Tem sempre o mais bonito arrebol

Suas praias não têm á comparar

Tem aqui o que agente procurar

Brasileiro é valente e não alisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Temos muitos troféus ganhos na raça

Nos esportes de toda qualidade

Tem aqui esportista de verdade

Desse tipo melhor não há quem faça

Os turistas chegando agente abraça

Temos os campeões pra disputar

Seja qual for o time que jogar

Seja de longe ou perto leva pisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Meu país tem as melhores cidades

E valores dos tempos mais remotos

Nunca se viu aqui um terremoto

Que nos trouxesse infelicidades

É pais que mostra as realidades

A imprensa tudo pode mostrar

Não tem guerra para poder matar

Tem folclores que agente moraliza

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


É país que tem o voto secreto

Isso eu posso ver com transparência

Tem maiores estudos da ciência

Isso eu conheci em um decreto

Se julgasse como sempre é correto

Tudo isso iria melhorar

Temos todos direito de votar

Desde o analfabeto a juíza

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Se citados aqui os seus progressos

Do jeitinho que o meu país merece

Se falasse do quanto ele cresce

Essa obra não caberia os versos

Tem cantores que aqui fazem sucesso

Isso eu quase esquecia de falar

É preciso um recado aqui deixar

Tudo isso a outra nação visa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar


Meu Brasil não precisa de recado

De governo lá do exterior

Precisamos apenas dar valor

E valorizar mais nosso mercado

Precisamos nos manter ocupado

E lutando pra tudo melhorar

Não precisa em mim acreditar

Mas é um bom amigo quem avisa

O país que preciso não precisa

Crescer mais só precisa melhorar.


Jogador, estilista e cozinheiro

Orador, professor, e capataz.

Serviçal, ou tenente é que nos faz

Esta grande nação de brasileiro

Aqui somos, e seremos primeiro

Mesmo tendo alguém pra explorar

Acredito que tudo vai mudar

Unindo esse sonho concretiza

Riqueza no país já não precisa.

Isto aqui só precisa melhorar

JOSÉ AMAURI CLEMENTE

JUL. 2004