16 de dez de 2010

A QUEM PERTENCE O BOLO?

José Amauri Clemente
Todos os direitos reservados.

Muito se investiga a respeito da veracidade de Jesus, a ciência embora aceite que o carpinteiro realmente existiu, questiona e descarta seus milagres.

Além da Bíblia, considerada pelos cristãos como livro sagrado, escritos antigos encontrados pelos arqueólogos confirmam que Jesus foi condenado a pena de morte pelos romanos em uma sexta feira, e que seu julgamento foi o mais rápido e injusto da história.

Embora não haja relatos sobre a data do nascimento de Jesus, sabe-se que ele nasceu em Belém, pequena vila da região da Judéia.

A religião cristã aceita isso como verdade, e ainda acrescenta que Jesus ressuscitou dentre os mortos três dias depois de sua crucifixão e teria subido ao céu ocultando-se dos discípulos entre as nuvens do céu. Fato esse que embora a ciência não aprove, os cristãos propagam a mais de dois mil anos.

É fato que a ciência aceita apenas o que é comprovado mediante experiências repetidas e com os mesmos resultados, é fato comprovado que nenhum ser humano existente na terra arrastou tantos adeptos e transformou vidas como Jesus.

O natal está chegando, estamos a poucos dias do aniversario do homem que mudou a história e a transformou em dois períodos, antes e depois de Cristo. Nota-se porem que os parabéns não são cantados para o aniversariante. Papai Noel e seus duendes roubaram a cena e são aplaudidos ao redor do mundo. O sangue do Verdadeiro Filho de Deus tem sido substituído pelo vermelhão da roupa do bom velhinho, em lugar da coroa de espinhos mostra-se um gorro com bordas brancas, a salvação que deveria ser trazida aos corações é trocada por um presentes escondidos em um par de meias.

Nada contra a tradição, mas por que dar tanta ênfase a uma tradição se nem a ciência nem os adeptos de Papai Noel comprovaram sua existência? Não está na hora de mudarmos a direção dos aplausos e deixar que o própria aniversariante corte o bolo?

Pense nisso.

15 de dez de 2010

NATAL


Autor: José Amauri Clemente
Todos os direitos reservados


O Natal que a globo mostra
Ao texto não é fiel
Um festival de duendes
Moças e papai Noel
Está longe da verdade
O que se ver na cidade
Está bem longe do céu

Nada contra o bom velhinho
Nem as árvores enfeitadas
Nem as compras em promoção
Nem as homenagens dadas
Não sou contra os bons festejos
Nem contra as musicas cantadas

Penso que toda imprensa
Deveria divulgar
Que natal é o nascimento
De quem veio nos salvar
Deixou tudo lá no céu
Para vir nos resgatar

O astro papai Noel
Roubou a cena de Jesus
Com cabelo e barba branca
Tomou para si a luz
Oferecendo presentes
Esquecendo-se cruz

O duende na história
Está dando uma de artista
Não sei nem a sua origem
Mais aos poucos ele conquista
Estão chegando de primeira
Pra tornar em bagaceira
Uma festa tão bonita

Que bom se todos soubessem
O sentido do natal
Abrissem seu coração
Pra se libertar do mal
Jesus então entraria
Ali morada faria
Transformando o mundo mal.

25 de nov de 2010

O RECRUTA INTELIGENTE


AUTOR: JOSE AMAURI CLEMENTE
Todos os direitos reservados.

Um general não suportava o recruta inteligente, o soldado era daqueles que alem de responsável, não se deixava corromper por ninguém, sempre cumpridor dos seus deveres e com a resposta certa no tempo certo. Irado por não poder manipular o subordinado, o general o convidou para seu escritório:
- Tenho uma proposta a lhe fazer. Sei que é inteligente e sempre tem resposta pra tudo. Você foi indicado para ir a guerra no Iraque, posso mudar isso pra você, basta que me traga antes do por do sol tudo que está escrito nesta lista.
Após entregar o papel ao soldado, pede que ele retire-se da sala.
O humilde recruta abre o envelope e eis o que estava escrito:

Querido amigo.

Sei que és um rapaz muito inteligente, portanto acredito que não vai ser difícil trazer-me o que te peço. Apenas lembre-se, tens até o por do sol de hoje para isso.
Preciso ver um cachorro com um olho só, mas que enxergue com os dois,
Uma criança com a barriga nas costas e o dedo topando no céu, um ser humano heterossexual que não seja homem nem mulher, alguém que consiga ler sem nunca ter visto letras, que esteja vivo sem seu coração bater.

Sem pestanejar nem ficar nervoso o jovem foi para casa. Duas horas mais tarde estava de volta ao escritório do general. Trouxe o cachorro de estimação e o filho de seis anos.
- Tão cedo? – Perguntou o general.
- Sim, e trouxe tudo que o senhor pediu.
Meio sem jeito e sem acreditar no que ouviu o general lhe diz:
- Muito bem, onde estão?
Prontamente o soldado se abaixa e pede que o filho monte em suas costas.- Deite-se de barriga para baixo e ponha o dedo na boca.
Prontamente a criança atende ao pedido do pai.
- Mais o que significa isso?! – Perguntou o general.
- Ao deitar-se sobre mim de barriga para baixo, esta criança fica com a barriga nas costas, ao colocar o dedo na boca, toca com ele no céu.
- Tens razão disse o general, mas ainda está faltando alguns itens da lista.
O soldado pede que o filho leia uma pequena mensagem em Braille. Ao concluir a leitura diz para o general:
- Meu filho é cego. Eis aí alguém que consegue ler sem nunca ter visto uma letra.
Pasmado e sem respostas o general continua:
- Onde está o ser humano que nem é homem nem mulher.
- Meu filho nem é homem nem mulher, é uma criança.
- Tens razão mais uma vez. Agora faltam dois itens da lista: Alguém que esteja vivo sem seu coração bater.
- Meu filho fez um transplante, o coração que bate em seu peito é de uma criança que morreu em um acidente.
- Basta! Você venceu. Quero ver um cachorro com um olho só que enxerga dos dois.
- Feche um dos seus olhos e olhe para meu cão. Ele vai continuar te enxergando com os dois olhos.

Moral da história:
Para todos os obstáculos existe uma saída.

16 de nov de 2010

COM É DIFICIL ENTENDER O PORTUGUÊS!


AUTOR: JOSÉ AMAURI CLEMENTE

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS


Enquanto alguns tentam RETIFICAR, eu gostaria de RATIFICAR que o CAVALHEIRO, vugo CAVALEIRO, tentou IMERGIR sua situação, mas esta veio a EMERGIR. Sua AMORAL, mostrou o quanto é IMORAL. Não foi justo INVADIR e depois EVADIR, roubar a CESTA e ainda tirar uma SESTA. Penso que este jovem além de INCIPIENTE é INSIPIENTE, ao pensar que pelo fato de COSER a bolsa que levaria o roubo, iria COZER o produto em lugar tão visível sem ser notado.

CASSAR sua ordem de prisão é impossível, CAÇAR o acusado sim, ele é ESPERTO, nós porem somos EXPERTO, tenho um MANDATO a cumprir, e um MANDADO para prendê-lo. Apressem-se, pois sei que ele não ficará ESTÁTICO a menos que o deixem EXTÁTICO. Minha sentença é que ele seja DEGRADADO ou no mínimo DEGREDADO, que ACENDA-SE tudo ao seu redor e ASCENDA-SE o desejo de capturá-lo. A INFLAÇÃO de sua ação torna-se uma INFRAÇÃO clara, não há CONCERTO nem CONSERTO para seus erros aparentes, foi ele pego em FLAGRANTE, a FRAGRANTE do seu nome tem DESCRIÇAO sem DISCRIÇAO. Não retiro nem um ASSENTO do que escrevi sobre ele, pelo contrário, ACENTO para esperar o resultado. Sem DIFERIR o réu de outros, posso DEFERIR sempre que necessário, dar EMINENCIA a IMINENCIA, sem PLEITO darei PREITO a quem me provar que o INTIMORADO é INTEMERADO. Fosse realizado um CENSO sobre sua situação e o SENSO de muitos mudaria. Muitos EMIGRARIAM e não IMIGRARIAM na idéia de que ele é inocente. As provas DILATAM a cada dia, pessoas DELATAM a seu respeito. Deve-se ESPIAR sua conduta antes de EXPIAR seus atos. Se for provado sua inocência estarei disposto a DESCRIMINAR sem DISCRIMINAR.

_________________________________________________________________

SIGNIFICADO DAS PALAVRAS

Retificar - alterar, modificar

Ratificar - não modificar, confirmar

Cavalheiro - homem de boas maneiras

Cavaleiro - homem que monta à cavalo

Emergir - vir à tona

Imergir - mergulhar

Amoral - ausência de moral

Imoral - contrário à moral

cesta – recipiente

sesta - descanso após o almoço (provém da 6° hora do dia romano)

incipiente - inexperiente

insipiente - ignorante

coser – costurar

cozer - cozinhar

cassar - anular o mandato político

caçar - capturar

esperto - vivo, sagaz

experto - experiente, perito

mandato - período de ação política

mandado - ordem

estático – parado

extático - estado de êxtase

degredado – exilado

degradado - diminuído, destruído

acender – iluminar

ascender - elevar

infração – desrespeito

inflação - inflar

concerto -, acordo

conserto - reparo

flagrante - ocasião, evidente
fragrante – perfume, cheiro

acento - símbolo gráfico

assento - lugar de sentar

diferir – diferenciar

deferir - atender

eminente - atribuir importância

iminente - está para ocorrer

pleito – disputa

preito - homenagem

intemerado - puro, íntegrointimorado - valente

censo – recenseamento

senso - juízo

emigrar - sair de determinado lugar

imigrar - entrar em determinado lugar

delatar – denunciar

dilatar - aumentar as dimensões

espiar - observar secretamente

expiar - pagar, redimir

descriminar - diferenciar, inocentar


__________________________________________________________________


ESCRITO DE FORMA MAIS CLARA


Enquanto alguns tentam ALTERAR, eu gostaria de NÃO MODIFICAR que o SENHOR, vugo HOMEM QUE ANDA A CAVALO, tentou ESCONDER NA ÁGUA sua situação, mas esta veio a VIR A TONA. Sua AUSENCIA DE MORAL, mostrou o quanto é SEM CARATER. Não foi justo ENTRAR SEM PERMISSÃO e depois SAIR SEM DEIXAR PISTA. Roubar a RECIPIENTE ainda DORMIR. Penso que este jovem além de INESPERIENTE é IGNORANTE, ao pensar que pelo fato de COSTURAR a bolsa que levaria o roubo, iria COZINHAR o produto em lugar tão visível sem ser notado.

ANULAR sua ordem de prisão é impossível, PROCURAR o acusado sim, ele é ASTUTO, nós porem somos EXPERIENTES, tenho um MANDATO a cumprir, e um MANDADO para prendê-lo. Apressem-se, pois sei que ele não ficará PARADO a menos que o deixem EM ESTADO DE EXTASE. Minha sentença é que ele seja DESTRUIDO ou no mínimo EXILADO, que ACENDA-SE tudo ao seu redor e LEVANTE-SE o desejo de capturá-lo. O AUMENTO de sua ação torna-se um DESRESPEITO claro, não há ACORDO nem REPARO para seus erros aparentes, foi ele pego no ATO, o CHEIRO do seu nome ESTÁ EXPOSTO COM CLAREZA. Não retiro nem um ASSENTO do que escrevi sobre ele, pelo contrário, FICO SENTADO para esperar o resultado. Sem DIFERENCIAR o réu de outros, posso ATENDE-LO sempre que necessário. Dou IMPORTANCIA AO QUE ESTÁ PARA ACONTECER, sem DISPUTA darei HOMENAGEM a quem me provar que o VALENTE é INTEGRO. Fosse realizado uma OBSERVAÇÃO sobre sua situação e o JUÍZO de muitos mudaria, SAIRIRAM e não ENTRARIAM na idéia de que ele é inocente. As provas AUMETAM a cada dia, pessoas DENUNCIAM a seu respeito. Deve-se OBSERVAR sua conduta antes de PERDOAR seus atos. Se for provado sua inocência estarei disposto a INOCENTAR sem FAZER ACEPÇÃO.