19 de mar de 2014

CONTROVERSIAS DO AVANÇO



Sou a favor do avanço
Que acontece hoje em dia
Pra alguns trouxe descanso
Pra outros trouxe agonia
Vou contar a diferença
Os fatos e desavenças
Da tal tecnologia

No meu tempo o rádio era
Motor Radio ou Nordsom
Colorado ou NovaEra
Todo mundo achava bom
Pouco gente possuía
Festejava com alegria
Mesmo tendo pouco som

Rádio não era comum
Pouca gente possuía
Existia o três em um
Que muita gente queria
Mais o preço era danado
Um sufoco desgraçado
E comprar ninguém podia

Televisão, nem falar
Quando tinha admirava
Duas horas pra ligar
Quando o botão apertava
Pra pegar era um chiado
Com um branco desbotado
Que pouca coisa enxergava

Antena pé de galinha
Numa vara se amarrava
Andava a casa todinha
Pra ver se ela pegava
Uma tela diferente
Se colocava na frente
Pra ver se a cor melhorava

Hoje em dia melhorou
Por um lado eu acredito
E por outro desgraçou
Isso já “tava” predito
Há bagunça e confusão
Em rádio e televisão
E o povo acha bonito

Não se dão mais os respeitos
Merecido a quem precisa
Mulher sai mostrando os peitos
Nem se quer a hora avisa
A música perdeu tom
Não se gosta do que é bom
Só o mal se prioriza

É certo que ditadura
Muita coisa proibia
Mas na chamada cultura
Muita coisa boa havia
Se transmitia respeito
Com o mínimo de defeito
Pra o povo daqueles “dia”

Na época só existia
Rádio e televisão
Internet não havia
Para comunicação
Controlava com clareza
Sem haver severgonheza
Nos meios de transmissão

Com a tecnologia
Presente na nossa era
O mundo virou orgia
O “pecado” hoje lidera
Cada vez tá piorando
Gente mentindo e roubando
O que é bom desconsidera

Pequeno ficou o mundo
Com o avanço alcançado
Conhecimento profundo
Tudo tem alavancado
Mas se for para escolher
Talvez eu chegue a dizer
Tempo bom foi o passado

Tempo que a família tinha
De sentar “pra” conversar
Tocar viola a tardinha
Dar gargalhada e cantar
Recitando poesia
Com paz e com alegria
Na inocência do lar

Havia sempre o respeito
Aos pais e familiares
As vezes tinham defeito
Mas pra controle dos lares
Aos pais os filhos temiam
E com respeito cresciam
Não eram escravos dos bares

Como disse no começo
Amo a tecnologia
Mas tudo tem o seu preço
Tudo mudou hoje em dia
É necessário crescer
Sem no entanto perder
O que ganhamos um dia

Termino o tema dizendo
Falo sem medo de errar
Se continuar crescendo
Sem na família pensar
É melhor ser atrasado
Viver no mundo isolado
Mas a família salvar.



José Amauri Clemente
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS











12 de mar de 2014

SÓ SE APRENDE QUANDO APANHA



AUTOR: JOSÉ AMAURI CLEMENTE


Tem um proverbio falado
É o mais certo do mundo
Quem criou tava inspirado
Tem um saber bem profundo
Que brasileiro tem manha
Só aprende quando apanha
Leva pau e sai gritando
Vou relatar pra os amigos
O que aconteceu comigo
E tu vai sair chorando

Vou contar em passos  lento
Pra puder chegar no fim
Falar do meu casamento
Contar titim por tim tim
Um caso que não deu certo
Pois eu metido a esperto
Fui dá uma de durão
Acabei perdendo a fama
Por viver de cama em cama
E metido a Ricardão

Me casei com uma pessoa
Bonita de fazer gosto
Além de bonita boa
Sem um defeito no rosto
Dessas bonita e formosa
Que mais parece uma rosa
Que enfeita o mundo inteiro
Andava sempre cheirosa
Bonita e boa de prosa
Um sonho de brasileiro

Quando me casei com ela
Nem tinha onde me sentar
Nem uma caixa de vela
Eu poderia comprar
Mas nós trabalhamos junto
Sempre com o mermo assunto
De um dia miorá
Até que em poucos janeiros
Nós já tinha algum dinheiro
Por que sabia juntar.

Meu casamento ia bem
Agente era bem feliz
Na nossa vida ninguém
Ia meter o nariz
Combinava direitinho
No lar só tinha carinho
Amor e satisfação
Até que um certo dia
Eu fiz uma covardia
E fiz uma traição

Nos conseio do amigo
Arrumei outra muié
Amigo não inimigo
Que o nosso bem não qué
Fui me envolvendo rapaz
De notar não fui capaz
Onde tava me metendo
Recebi conseio de sobra
Ela virou uma cobra
Depois que ficou sabendo

Me chamou pra conversar
E deu aconselhamento
Lutou para conservar
Tanto o nosso casamento
Mais é que estava cego
Satisfazendo meu ego
Nem beleza nela via
Eu lamento nessa hora
Por que ela foi embora
Faz dois anos e quinze dias

Foram dois anos lutando
Dizendo que eu tava errado
Que a outra só me queria
Quando eu tivesse abastado
Mas quando eu tivesse liso
Ia ter um prejuízo
E ser jogado na lama
Hoje percebo a cilada
Tô dormindo na calçada
E fui jogado da cama

O dinheiro repartido
A prostituta comeu
Arrumou outro marido
E de mim já se esqueceu
Já chorei que só o cão
Voltei pedindo perdão
Chorando desconfiado
Mais ela nem deu ouvido
Pois já tem outro marido
Não me quer mais nem pintado

Gastei tudo quanto tinha
Com a bandida safada
Casa, comida e cozinha
Nunca lhe faltava nada
Tudo que pedia eu dava
Tudo que eu dava gastava
E queria muito mais
E eu como moribundo
Me tornei um vagabundo
Porque baguncei demais

Outra mulher como aquela
Eu morro e não vejo mais
Nem buscando a luz de vela
Ou procurar nos jornais
Perdi por que não pensei
Nem mesmo valorizei
Quem firmou comigo a lida
Trocar uma mulé de luta
Por beijo de prostituva
É a pior coisa da vida

Já dizia o pregador
E quem leu tá lhe dizendo
O que vale é o amor
Viva o que tiver vivendo
Preste atenção no que eu digo
Ouça o conseio de amigo
Se não for pra confusão
Pois para ganhar na vida
O mais que vale a perdida
É o pedaço de pão.

JOSE AMAURI CLEMENTE

7 de mar de 2014

PALAVRAS HOMÔNIMAS




VOU CITAR EM POUCOS VERSOS
CONTADOS MAIS DE UMA VEZ
COM RELATOS BEM EXPRESSOS
VOU ESCREVER PRA VOCÊS
PRA DEIXAR BEM INFORMADO
MOSTRAR COMO É COMPLICADO
ESCREVER EM PORTUGUÊS

ACENTO ESCRITO COM “C”
É SINAL DE ACENTUAR
SE ESCREVER COM DOIS “SS”
É SUPERFÍCIE OU LUGAR
ASCENDER COM “SC”
É PARA CIMA MOVER
E COM “C” É INCENDIAR

ACESSÓRIO COM DOIS “S”
É ALGO ADICIONAL
SE FOR ESCRITO COM QUATRO
SEPARADO POR VOGAL
É REFERENTE A ASSESSOR
AQUELE DE PROMOTOR
SEJA JUIZ OU IGUAL

AÇO COM CEDILHA É
CARBONO JUNTADO AO FERRO
JÁ O ASSO COM DOIS “S”
DIGO ESCREVO E NÃO ERRO
COMPROVO SEM VACILAR
QUE PERTENCE AO VERBO ASSAR
UM CABRITO QUE DÁ BERRO

A FIM COM “A” SEPARADO
É INTENÇÃO OU VONTADE
AFIM COM “A” BEM JUNTINHO
QUER DIZER AFINIDADE
PARENTESCO OU LIGAÇÃO
PRA NÃO FAZER CONFUSÃO
VÁ ESTUDAR COM VONTADE

APREÇAR COM “C” CEDILHA
É PERGUNTAR QUANTO É
BOTAR PREÇO E COBRAR CARO
SEJA PRA HOMEM OU MULHER
APRESSAR COM “SS” JUNTO
ASSIM JÁ MUNDA O ASSUNTO
É CORRER QUANTO PODER




ÁREA COM “É” E ASSENTO
NO PRIMEIRO “A” ESCRITO
QUER DIZER UMA SUPERFÍCIE
UM LUGAR MUITO BONITO
ÁRIA ESCRITO COM “I”
É CANÇÃO QUE ESCREVI
PRA DEPOIS CANTAR BONITO

ARROXAR COM “X” É FAZER
FICAR ROXO OU ARROXEAR
A HISTÓRIA AQUI JÁ MUDA
SE ESCREVER COM “CH”
DIGO FAZENDO UMA APOSTA
POIS EXISTE ALGUÉM QUE GOSTA
DE ARROCHAR OU APERTAR

CAÇAR COM CEDILHA E “C”
É IR AO ENCALÇO OU PROCURAR
PERSEGUIR OU IR ATRÁS
DE QUEM SE QUER ENCONTRAR
JÁ ESCRITO COM DOIS “S”
A FORMA NÃO PERMANECE
É ANULAR OU REVOGAR

CALDA COM “L” NO MEIO
QUER DIZER CALDO OU XAROPE
CAUDA COM “U” NO LUGAR
É RABO DE QUEM DÁ TROPE
CELA COM “C” É PRISÃO
SELA COM “S” AMIGÃO
É PRA QUEM ANDA EM GALOPE


CELEIRO ESCRITO COM “C”
É GALPÃO DE PROVISÃO
SELEIRO COM A LETRA “S”
É QUEM FAZ ARREIO À MÃO
CENSO COM “C” É CONTAGEM
RACIOCÍNIO SEM BOBAGEM
SENSO COM “S” É VISÃO

SE ESCREVER SENSUAL
COM O “S” ESCRITO ANTES
QUER DIZER MULHER BONITA
ATRAENTES E PROVOCANTES
COM “C” ESCRITO EU PENSO
ESTÁ FALANDO DO CENSO
DE POPULAÇÃO MARCANTES





ALGUÉM QUE NÃO ACREDITA
É CÉPTICO ESCRITO COM “C”
SE FOR ESCRITO COM “S”
ESCUTE O QUE VOU DIZER
TODAS SÃO ACENTUADAS
MAS A SEGUNDA CITADA
É INFLAMAÇÃO PRA VALER

CERRAÇÃO COM “C” É NEVE
NEVOEIRO BEM INTENSO
CERRAR COM “C” É FECHAR
ISSO EU ACREDITO E PENSO
SE FOR COM “S” É CORTAR
SE FOR COM “C” É CERRAR
ALGO BEM FINO OU IMENSO

SESSÃO COMEÇADO EM “S”
COM DOIS DEPOIS DA VOGAL
É UM ESPAÇO DE TEMPO
OU REUNIÃO LEGAL
MAIS SE COMEÇAR COM “C”
É O ATO DE CEDER
ISSO EU LI EM UM JORNAL

SESSÃO QUE SEMPRE INICIA
COM “S” DE SAPATEIRO
MAS NO MEIO TEM CEDILHA
QUANDO ESCRITO O TIL PRIMEIRO
QUER DIZER REPARTIÇÃO
CORTE OU ATÉ DIVISÃO
SEJA DE TERRA OU DINHEIRO

CESTO COM “C” QUER DIZER
BALAIO DE LEVAR PÃO
SEXTO COM “S” É UM NUMERO
SERVO É QUEM TEM PATRÃO
SE FOR ESCRITO COM “S”
SE FOR COM “C” NÃO SE APRESSE
É ANIMAL, MEU IRMÃO


CHEQUE COM “C” E “H”
É ORDEM DE PAGAMENTO
XEQUE COM “X” VEM DE JOGO
PRA QUEM TEM ENTENDIMENTO
É UM LANCE DE XADREZ
LI ISSO MAIS DE UMA VEZ
FALO COM DISCERNIMENTO



QUANDO COCHO TERMINAR
COM “CH” NO FINAL
REFERE-SE A  RECIPIENTE
DE ALIMENTAR ANIMAL
SE COM “X” FIQUE CIENTE
REFERE-SE A DEFICIENTE
MESMO QUE NÃO PASSE MAL

CONCERTO ESCRITO COM “C”
BEM NO MEIO DA ESCRITA
REFERE-SE AO MUSICAL
FEITO COM MÚSICA BONITA
JÁ COM “S” É REPARO
SEJA DO BARATO OU CARO
JÁ LI EM LETRA BONITA

CONCÍLIO ESCRITO COM “C”
ANTES DO “Í” ACENTUADO
QUER DIZER REUNIÃO
DE PADRE OU DE PASTORADO
COM “SI” MUDA O PADRÃO
QUER DIZER UMA JUNÇÃO
PARA CONSELHO FORMADO





COSER COM “S” NO MEIO
QUER DIZER COSTURAR
SE TROCÁ-LO PELO “Z”
QUER DIZER COZINHAR
UMA COMIDA GOSTOSA
DIGO ISSO NESSA PROSA
NÃO PRECISA SE IRRITAR

ATIVO É O MESMO QUE
ESPERTO ESCRITO COM “S”
ATIVO OU INTELIGENTE
QUE NA LUTA PERMANECE
MAS SE FOR COM “X” ESCRITO
SIGNIFICA PERITO
AQUELE QUE BEM CONHECE

EXPIAR SE TIVER “X’
QUER DIZER SOFRER CASTIGO
PAGAR A PENA DEVIDA
SEJA AMIGO OU INIMIGO
MAS SE POR “S” TROCAR
QUER DIZER OBSERVAR
ESPIONAR O INIMIGO

ESPIRAR SE FOR COM “S”
SIGNIFICA SOPRAR
MAS COM “X” A COISA MUDA
SIGNIFICA ACABAR
TERMINAR OU DAR UM FIM
DIGO E APRENDI ASSIM
FALTA POUCO PRA FINDAR

ESTASIADO QUER DIZER
SE FOR ESCRITO COM “S”
ALGUÉM QUE ESTÁ COM MEDO
OLHA E VÊ SE NÃO ESQUECE
JÁ COM “X” EXTASIADO
QUER DIZER ARREBATADO
QUE COM MEDO PERMANECE

ESTÁTICO ESCRITO COM “S”
ANTES DO “T” E DO “A”
QUER DIZER FIRME OU IMÓVEL
E SEM SAIR DO LUGAR
MAS SE POR “X” FOR TROCADO
QUER DIZER ADMIRADO
PASMO SEM ACREDITAR

MUITAS PALAVRAS FALTARAM
POIS O TEMPO AQUI NÃO TEM
SE CONTINUAR FALANDO
VOU  FICAR LOUCO TAMBÉM
E VOU DIZER PRA VOCÊS
PRA ENTENDER DO PORTUGUÊS
AINDA NÃO VI NINGUEM