19 de mar de 2014

CONTROVERSIAS DO AVANÇO



Sou a favor do avanço
Que acontece hoje em dia
Pra alguns trouxe descanso
Pra outros trouxe agonia
Vou contar a diferença
Os fatos e desavenças
Da tal tecnologia

No meu tempo o rádio era
Motor Radio ou Nordsom
Colorado ou NovaEra
Todo mundo achava bom
Pouco gente possuía
Festejava com alegria
Mesmo tendo pouco som

Rádio não era comum
Pouca gente possuía
Existia o três em um
Que muita gente queria
Mais o preço era danado
Um sufoco desgraçado
E comprar ninguém podia

Televisão, nem falar
Quando tinha admirava
Duas horas pra ligar
Quando o botão apertava
Pra pegar era um chiado
Com um branco desbotado
Que pouca coisa enxergava

Antena pé de galinha
Numa vara se amarrava
Andava a casa todinha
Pra ver se ela pegava
Uma tela diferente
Se colocava na frente
Pra ver se a cor melhorava

Hoje em dia melhorou
Por um lado eu acredito
E por outro desgraçou
Isso já “tava” predito
Há bagunça e confusão
Em rádio e televisão
E o povo acha bonito

Não se dão mais os respeitos
Merecido a quem precisa
Mulher sai mostrando os peitos
Nem se quer a hora avisa
A música perdeu tom
Não se gosta do que é bom
Só o mal se prioriza

É certo que ditadura
Muita coisa proibia
Mas na chamada cultura
Muita coisa boa havia
Se transmitia respeito
Com o mínimo de defeito
Pra o povo daqueles “dia”

Na época só existia
Rádio e televisão
Internet não havia
Para comunicação
Controlava com clareza
Sem haver severgonheza
Nos meios de transmissão

Com a tecnologia
Presente na nossa era
O mundo virou orgia
O “pecado” hoje lidera
Cada vez tá piorando
Gente mentindo e roubando
O que é bom desconsidera

Pequeno ficou o mundo
Com o avanço alcançado
Conhecimento profundo
Tudo tem alavancado
Mas se for para escolher
Talvez eu chegue a dizer
Tempo bom foi o passado

Tempo que a família tinha
De sentar “pra” conversar
Tocar viola a tardinha
Dar gargalhada e cantar
Recitando poesia
Com paz e com alegria
Na inocência do lar

Havia sempre o respeito
Aos pais e familiares
As vezes tinham defeito
Mas pra controle dos lares
Aos pais os filhos temiam
E com respeito cresciam
Não eram escravos dos bares

Como disse no começo
Amo a tecnologia
Mas tudo tem o seu preço
Tudo mudou hoje em dia
É necessário crescer
Sem no entanto perder
O que ganhamos um dia

Termino o tema dizendo
Falo sem medo de errar
Se continuar crescendo
Sem na família pensar
É melhor ser atrasado
Viver no mundo isolado
Mas a família salvar.



José Amauri Clemente
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS











Nenhum comentário:

Postar um comentário