15 de dez de 2010

NATAL


Autor: José Amauri Clemente
Todos os direitos reservados


O Natal que a globo mostra
Ao texto não é fiel
Um festival de duendes
Moças e papai Noel
Está longe da verdade
O que se ver na cidade
Está bem longe do céu

Nada contra o bom velhinho
Nem as árvores enfeitadas
Nem as compras em promoção
Nem as homenagens dadas
Não sou contra os bons festejos
Nem contra as musicas cantadas

Penso que toda imprensa
Deveria divulgar
Que natal é o nascimento
De quem veio nos salvar
Deixou tudo lá no céu
Para vir nos resgatar

O astro papai Noel
Roubou a cena de Jesus
Com cabelo e barba branca
Tomou para si a luz
Oferecendo presentes
Esquecendo-se cruz

O duende na história
Está dando uma de artista
Não sei nem a sua origem
Mais aos poucos ele conquista
Estão chegando de primeira
Pra tornar em bagaceira
Uma festa tão bonita

Que bom se todos soubessem
O sentido do natal
Abrissem seu coração
Pra se libertar do mal
Jesus então entraria
Ali morada faria
Transformando o mundo mal.

2 comentários:

  1. Caro amigo Amauri.MUITO BOM DIA!! Gostei imensamente da poesia, muito significante.FELIZ NATAL, e que 2012 seja pleno de realizações.

    ResponderExcluir
  2. adorei a sua poesia natal na verdade é o festejo do nascimento de jesus,onde as pessoas na maioria das vezes festejam o papai noel ainda bem que eu desde de pequena que nunca acreditei nessas coisas
    desejo a você um propero ano novo cheio de paz, amopr, saúde ,conquistas e esperanças que abençõe ainda mais você e toda sua familia

    ResponderExcluir