15 de mar de 2010

MUITO POUCO, MAS DAR PRA COMER


ALIMENTANDO-SE BEM GANHANDO POUCO.

Muito tem se falado de alimento

Nas empresas e fábricas enlatado

Que invade o comercio e o mercado

Cheios de conservantes e fermento

Deixam nossa saúde no relento

E em nada pode nos ajudar

Deixa o sangue sem poder circular

Nesses versos eu digo o que acho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Hoje em dia se procura saúde

Mas ingerem produto que tem droga

O que ver pega e na boca joga

Sem pensar em comida que lhe ajude

Jogam droga pros peixes do açude

Pensam que agindo assim vai melhorar

Poderia melhor se alimentar

Esse tipo de coisa eu já despacho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Com o ferro encontrado no feijão

E com a vitamina da laranja

É melhor do que galinha de granja

E a gordura que tem no requeijão

Poderia assim comer mamão

Pois um quilo ou dois posso comprar

Poderia o meu bolo trocar

Por banana madura lá do cacho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Acerola tem vitamina “C”

Como o leite puro e desnatado

Outras frutas que tem nos ajudado

A enormes doenças combater

Poderia amendoim comer

Procurar as verduras pra comprar

Em lugar de tomar um guaraná

Tomo um suco que me deixa mais macho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Em lugar de comprar uma cerveja

Poderei tomar suco de limão

Esse é bom pra ajudar o coração

Não precisa ser sábio pra que veja

Pode ser abacate ou cereja

Esses vão bem melhor alimentar

Esse pode o colesterol curar

Deixando esse índice lá embaixo

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Comparando o preço do mercado

Das verduras e o seu rendimento

O enlatado dar maior crescimento

Aos meninos que estão adoentado

Nesses versos eu deixo um recado

É melhor o açucar evitar

Raspadura é mais fácil de comprar

Dela posso lamber até o tacho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


No arroz eu encontro fortidão

Que jamais encontrarei numa bala

Poderei até encher minha sala

E fazer a substituição

É mais forte se comer o feijão

Em lugar de um pastel eu mastigar

O tomate pode nos ajudar

Mas se tiver mostarda eu já despacho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Tem pessoas que entram no mercado

Reclamando do preço da sardinha

Compram logo dez quilos de farinha

E misturam com a carne do gado

Gasta muito e pouco é ajudado

Poderia mais coisa até comprar

Se soubesse melhor selecionar

Não teria a saúde lá embaixo

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar

Com o preço de um quilo de boi

Poderia compra três de verdura

Que pra muitas doenças é a cura

Gasto tudo e não sei pra onde foi

Tem alguém por aí gritando oi

Tudo por não saber se alimentar

Poderia tudo isso trocar

Tão fazendo da vida esculacho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Procurando melhor o que comer

Poderei gastar menos no mercado

Isso tudo já foi aqui falado

Mais eu posso de novo lhe dizer

Mesmo ganhando pouco vou poder

Viver mais e meu salário vai dar

As doenças vão menores ficar

Eis ai a verdade onde eu encaixo

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar


Não estou confirmando que o salário

Dar pra comprar aquilo que preciso

Pois assim eu ficarei sempre liso

E vai está vazio o meu *armário

É verdade que tudo é muito caro

Mais eu posso melhor selecionar

Não precisa você me criticar

Tou dizendo apenas o que acho

Mesmo tendo o salário muito baixo

Poderei bem melhor me alimentar.


Já ouvi muita gente assim dizer

O dinheiro é pouco pra comprar

Sei que não posso economizar

Estas coisas eu não posso fazer

Agora escute que vou lhe dizer

Mesmo ganhando pouco pode dar

Acredite é preciso se esforçar

Una força e saia do esculacho

Recebendo um salário muito baixo

Isto é pouco, mas vou me alimentar.

AUTOR: JOSÉ AMAURI CLEMENTE.

JULHO 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário