1 de mar de 2011

A ELEIÇÃO DOS BICHOS

AUTOR: JOSÉ AMAURI CLEMENTE
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS


Conta-se de uma selva não muito distante do nosso país, onde as árvores eram prédios grandes e edifícios suntuosos, em lugar da lua, grandes lâmpadas espantavam a escuridão da noite. Os animais se escondiam não em cavernas escuras, mas em salas claras e limpas.
Nesta grande selva morava toda espécie de animais grandes e pequenos, todos porem eram mamíferos e carnívoros, não andavam sobre quatro patas, apoiavam-se apenas em duas.
Ao cair da tarde nem todos corriam para a cama, pois tinham também hábitos noturnos. Alguns saiam à caça de animais da própria espécie, a fim de exterminar a alguns da raça.
Viu-se a necessidade de um rei para liderar os animais desta floresta de pedra. Lobos e ovelhas se candidataram, todos deveriam escolher através do voto secreto.
Leões devoradores até que tentaram a candidatura, mas foram impedidos por causa de sua violência e esturros ignorantes, lobos foram impedidos de formarem partidos por serem traidores e costumarem roubar sorrateiramente.
Por não encontrarem animais carnívoros com qualidades para ser candidato a rei, resolveram então escolher ovelhas. Estas por sua simplicidade e boas intenções foram aceitas para administrar o país.
Tudo ia bem até o dia em que os lobos tiveram uma excelente ideia: Estudaram o comportamento das ovelhas, seus costumes e hábitos, passaram a comer o que elas comem e se infiltraram no palácio onde só os bons governavam.
O disfarce foi perfeito. Tão perfeito que as pobres ovelhas deram cargo de confiança aos lobos e ainda incentivaram os outros animais votarem e escolherem as novas “ovelhas” como governantes de cada província.
Com tanta astucia os lobos foram devorando as pobres ovelhas, criaram para si uma capital no cento daquele país, vestiram colarinhos brancos, e para confortar os animais da selva criaram leis que na prática nunca sairiam do papel.
Cinco séculos depois as ovelhas não mais governavam, lobos fizeram acordo com leões e animais ferozes. Quase todas as ovelhas foram retiradas do poder, aquelas que quiseram permanecer lá tiveram que aprender os costumes dos lobos e leões a fim de não serem devoradas.
A grande maioria das ovelhas desta floresta hoje não se abrigam em casas de luxo, aos poucos estão sendo mandadas para moradias que mais parecem cavernas escuras a beira de rios e despenhadeiros. Os leões e lobos tomaram seus lugares e as empurraram para as montanhas para viverem em cavernas.
Passaram então a dominar totalmente a floresta de pedra. Fala-se que a historia termina com a extinção das ovelhas, outros acreditam que estas regiram e tomaram posse do reino novamente. Há os que ensinam que os lobos se autodestruíram devorando uns aos outros. Não se sabe o fim desta história. Se alguém a escreveu ficou perdida no tempo ou os leões mantém em total sigilo.